Usamos Cookies para personalizar e melhorar a sua experiência em nosso site. Visite nossa Politica de Cookies para saber mais.

Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies.

por eng spa
Agendar consulta técnica
29/09/2021

QUALIDADE DA ÁGUA DE BEBIDA - IMPORTÂNCIA DA CLORAÇÃO

QUALIDADE DA ÁGUA DE BEBIDA - IMPORTÂNCIA DA CLORAÇÃO

A água tem uma importância vital para o desenvolvimento dos seres vivos. É considerada um nutriente essencial para se ter um elevado desempenho zootécnico e econômico para produção animal.

THULIN E BRUMM (1991) chamaram a água como o nutriente esquecido, demonstrando claramente a desatenção de todos para a sua importância, porém, a falta ou alterações na sua composição apresentam impactos altamente significativos no desempenho animal. Na avicultura e suinocultura, por exemplo, dentre as várias funções que a água executa no organismo, duas se destacam na nutrição e fisiologia:
 

  1. Digestão e absorção dos nutrientes no trato digestório;
  2. Termorregulação corporal- equilíbrio térmico.

Isso porque, esses animais bebem em torno de 2,5 a 3 vezes o consumo de ração. Então, será que damos a devida importância para a qualidade deste ingrediente?

Neste contexto, podemos inserir a importância das ações relativas à busca da qualidade da água. Afinal, agentes podem ser veiculados por ela, como vírus, bactérias, fungos e algas. Independente da fonte, a água deve ser tratada para prevenir ou evitar a disseminação de agentes infecciosos, tanto para aves quanto para suínos.
Além disso, necessita-se clorar toda água de consumo animal por regulamentação MAPA/ANVISA. A eficiência da cloração nos casos de pH alcalino é inversamente proporcional ao aumento do pH. Vejamos o gráfico e a tabela abaixo:

Tabela 01: Eficiência do cloro em função do pH

É comum encontrarmos água de consumo animal com pH superior a oito, a qual, conforme a tabela acima, a eficiência da cloração é em torno de 20%, pois gera em sua maioria íon hipoclorito. Nesses casos não conseguimos os efeitos de sanitização de água necessários para oferecer aos animais, pois, a liberação de ácido hipocloroso-HOCL, mais eficiente, se dá em pH mais ácido, e o íon hipoclorito-CIO, mais nocivo, é liberado em pH mais alcalino, e este não possui eficiência de sanitização como o ácido hipocloroso.
A ação conjunta da diminuição do pH e da cloração efetiva são ferramentas importantíssimas para a diminuição da proliferação de entero bactérias tais como E. coli, Salmonelas e Clostridium. Veja tabela a seguir:

PORTARIA GM/MS Nº 888, DE 4 DE MAIO DE 2021

ANEXO 6

TABELA DE TEMPO DE CONTATO MÍNIMO (MINUTOS) A SER OBSERVADO PARA A DESINFECÇÃO EM SISTEMAS E SOLUÇÕES ALTERNATIVAS COLETIVAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA COM CAPTAÇÃO EM MANANCIAIS SUBTERRÂNEOS, DE ACORDO COM CONCENTRAÇÃO DE CLORO RESIDUAL LIVRE, COM A TEMPERATURA E O PH DA ÁGUA.





            Podemos observar no anexo VIda portaria 888, que o tempo de contato do cloro varia conforme o residual de cloro livre, pH e temperatura. Analisando a tabela, vemos que em pH 7, em temperatura de 20°e com 3 ppm de cloro livre, temos um tempo de ação de 4 minutos. Em temperatura de 25°, teríamos tempo de ação de 3 minutos. Com isso, temos uma grande variação de acordo com esses indicativos, ficando impossível definir apenas um único tempo como padrão.

Sabendo que nutricionalmente o pH mais baixo para aves melhora a digestibilidade e desempenho, o uso de acidificantes se faz necessário e torna a ação do cloro mais rápida e efetiva mantendo o pH abaixo de 7, considerando ainda que podemos utilizar até 5ppm de cloro livre no tratamento de água de frangos de corte, o que pode diminuir ainda mais esse tempo de contato.

Conheça nosso sistema completo de tratamento de água!

Para minimizar esses quadros, podemos fazer uso do Acikobra®, um composto de ácidos orgânicos, que de forma contínua, consegue manter o pH ideal, e o uso do Antigota® na água de bebida, que permite que ocorra a “quebra química” desses minerais e que melhora o efeito dos antibióticos e desinfetantes. Além disso, o Antigota® evita que esses minerais se depositem nos bebedouros (nipple ou chupeta) prevenindo o “gotejamento” desses bebedouros.

Esses produtos são utilizados no Quarteto® que em sinergia permite um tratamento de água completo.


Equipe KOBRA, trabalhando em prol de seu Resultado!